19.8.16

Going to the movies: "War Dogs"



A silly season mata uma pessoa que gosta de cinema. Andava há semanas à espera de um bom filme para ir ver, a consultar o CineCartaz e nada de filmes, um verdadeiro deserto.

Mas ontem estreou o War Dogs e corri para ir ver. Ah, saudades de ver um bom filme! Não é um filme que faça o género dos candidatos a Óscar, mas o filme é genial. Melhor, o filme é baseado numa história verídica, se bem que com uma carga ficcional muito grande (fui procurar informação). 

Mas no filme o que importa é a resposta à pergunta que fica no ar: "isto funciona mesmo assim?". Provavelmente sim, as armas são uma enorme economia que não nos passa pela cabeça.

É daqueles filmes que saímos do cinema a falar nele e nas cenas que tem e ainda nos deitamos a discutir coisas do enredo, muito bom. Recomendo!

SHARE:

17.8.16

Sushi: Hikidashi Taberna Japonesa



A cidade está cheia de novos restaurantes de sushi e nós cheios de vontade de correr todos, um por um. O PAM tinha no bolso a recomendação para ir ao Hikidashi Taberna Japonesa, em Campo de Ourique, em Lisboa, e ontem rumámos ao sítio.

À porta, estava a carta que espreitei antes de entrar. Eu não tinha procurado informação nenhuma, fui às cegas por indicação do PAM, mas assim que olhei, saltou-me: "mas isto é caríssimo!". Ele não fez caso.

Assim que nos sentámos, não consegui deixar de reparar no balcão de madeira, queria ter um assim em casa. É de uma madeira africana rara, tem uma cor e uns veios dignos de revista de decoração.

Discretamente, diz-me o PAM: "está ali ao fundo o amigo do João", "qual?", "aquele, do Banco Privado". Deixámo-nos estar e a comida foi chegando.

O ceviche era óptimo, o rolo de salmão e caranguejo maravilhoso, a qualidade do peixe era francamente boa, de topo, mas o sashimi eram fatias de papel e eu gosto de alguma consistência. E essas fatias de papel que estão na imagem e se devoraram num instante, custaram 16€.

O restaurante é realmente bom, a qualidade é top, as quantidades muito pequenas e não é que tenha passado fome, mas também não saí de lá com a sensação "isto é que foi um repasto!". Tanto que no fim o PAM ainda pediu um temaki.

No fim, dividimos um coulant de doce de leite (armado em leite condensado cozido) com gelado que era mesmo, mesmo, bom!

Quando chegou a conta, pimbas. Foram 70€ por um almoço francamente bom, mas de pouca quantidade e com um preço que fez o PAM dizer "por isso que é aquele gajo está aqui neste restaurante!".

Muito bom, recomendo experimentar sem dúvida (com reticências ao preço), mas é daquelas experiências de uma vez. Duvido que regressemos, única e exclusivamente pela relação quantidade/preço.



SHARE:
© A Maçã de Eva

This site uses cookies from Google to deliver its services - Click here for information.

Blogger Template Created by pipdig