30.6.14

Pés feios

Há tempos retive este comentário da leitora Teresa:

"Tudo muito giro e tal, mas e para as meninas que odeiam os pés que têm? Nada de sapatinho fechado ou umas sandalinhas mais fechadinhas? Estas são todas tão giras, mas odeio os meus pés. Já experimentei dezenas de sandálias e no trabalho preciso de algo clássico, mas com toque moderno, que é o que vendes. Pensa nisso".

Há dias recebi este:

"Adoro as fotos das tuas sandálias! Aquela recente, com as calças às flores e as sandálias azuis está um must, especialmente a parte do joanete direito! Assim é que é maçanita, sem problemas de mostrar pés com joanetes salientes. Um excelente exemplo".

Há mulheres que se maltratam. Nem preciso de ir longe, vejo-o dentro da minha família. A minha mãe deve ter tido coragem de usar as primeiras sandálias em adulta depois dos 50. A minha irmã do meio não consegue, passa a vida de sapatos fechados, nem que estejam 40ºC. E a minha irmã mais nova penso que só agora com a minha marca passou a ter sandálias abertas. O problema de todas elas é mesmo: "ai, tenho os pés feios!". Há anos que oiço isto enquanto vou insistindo para se deixarem de merdas e inevitavelmente reviro os olhos. Não compreendo as mulheres que se maltratam e têm medo de ficar giras.

O que eu nunca me tinha lembrado é que ia ouvir isto de clientes.

Há dias recebi uma mulher bonita, cheia de classe, pés magros, hidratados, unhas impecavelmente cuidadas, a falar mal dos seus pés. Não usava sandálias abertas, não conseguia. Experimentou porque gostava muito de um modelo, ficavam-lhe realmente bem, mas quando se chegou ao espelho foi como vampiro que viu a luz do sol: "ai não! Nem pensar, não consigo". E fugiu da sua própria imagem no espelho.

A minha irmã que tem apenas sapatos fechados, já experimentou as minhas azuis vai para meia dúzia de vezes. Gosta, gosta, mas quando as calça, foge de si mesma. E se ficassem mal eu própria diria, mas ficam bem e vive numa constante batalha.

À cabeça, tenho imediatamente vontade de perguntar o que pensam estas pessoas quando vêem outras mulheres de sandálias na rua. Acharão que não deviam sair de casa? Outra pergunta interessante é: mas quem é que tem os pés bonitos, qual é a percentagem de pessoas na terra com pés belos?

Aquilo que é feio nuns pés é exactamente aquilo que tem solução. Uma mulher com os pés secos, cheios de peles, pêlos no dedão, unhas sem verniz, calos secos e gretados, isso sim é feio! E tudo isso tem solução, pelo que sugiro exactamente aquilo que eu faço para tratar dos pés:

1. No fim do duche (altura em que as peles estão moles) e com ajuda de gel de banho, raspar as peles mortas dos pés com a melhor pedra pomes do mercado, que é a da Body Shop. Dura anos e anos! Fazer isto uma a duas vezes por semana é suficiente. (A propósito desta pedra pomes, uma história de rir com o PAM pode ser lida aqui).

2. Manter os pés hidratados, sobretudo no calcanhar. Não recomendo muito besuntar os pés com creme de manhã antes de ir para o trabalho. O pé fica a escorregar nos sapatos/sandálias, cola, a sensação não é boa. Para quem como eu se chateia com esta sensação, a solução é hidratar os pés com uma bela massagem na cama, antes de dormir. Se assim for, podem utilizar um creme próprios para pés ou body butter como eu uso, muito mais espesso, mas no dia seguinte os pés estão impecáveis. Quando é de manhã, o que faço é usar loções hidratantes menos gordas, como é o caso da sugestão da Vasenol que apresentei há dias, aqui.

3. Nunca mostrar as unhas ao mundo sem estarem arranjadas e com verniz. Os meus pés aguentam o mesmo verniz impecável durante 2 ou 3 semanas, não dá assim tanto trabalho. Podem consultar aqui os meus vernizes de eleição, aqui o melhor top coat (indispensável para que o verniz dure no lugar e para um brilho incomparável) e aqui o melhor removedor de verniz. Para quem se lamenta "ai que eu sou uma naba a pintar as unhas, sai sempre uma desgraça!", a solução é ir à Madalena que deixa unhas e pés impecáveis a preços espectaculares. Há muitas leitoras que encontraram solução para a vida com a Madalena. Contactos aqui.

4. Para quem tem pêlos no dedão, a solução passa por depilação a laser. Eu também tinha, tantas temos, não é o fim do mundo! Só é se não lhe dermos solução. Eu compreendo que nem toda a gente pode fazer depilação a laser, mas fazer nos dedos dos pés custa 12€ (ver contactos aqui). Não é caro e trata-se de uma solução para a vida que em três ou quatro sessões, na maioria das vezes, fica arrumado.

5. Este último passo é o mais importante de todos: aprenderem a aceitar-se como são.

Tenho os ossos laterais dos pés saídos, os chamados "joanetes", essa palavra tão bonita. Se gosto dos meus pés? Assim-assim. Se preferia que fossem bonitões? Sim. Mas é o que tenho e em sofrimento, verões de 30ºC com sapatos fechados, recuso-me. Mostro os pés que não são perfeitinhos, e então? Who cares? Perfeito, perfeito, acho que só vi com photoshop.

Se são as minhas sandálias ou outras, não importa, o que importa é que adquiram calçado de qualidade, bem construído. Depois de escolherem as sandálias que gostam, depois de embonecarem os pés, depois de fazerem uma reflexão sobre a forma como se tratam a vós próprias, depois de perguntarem às pessoas que vos querem bem se devem continuar a detestar e esconder essa parte do corpo, mudarão a forma de pensar. Perceberão que a larga, larga, maioria das pessoas nunca reparou nos vossos pés, são iguais aos outros. E depois de perceberem que ninguém se importa e que sois a únicas que se importam com os pés que vos fazem andar e já vos levaram a tanto lado, depois disso experimentarão uma sensação de liberdade e conforto maravilhosa.

Não vão conseguir voltar atrás e ainda tentarão mudar pessoas que têm o mesmo problema. Um dia perguntar-se-ão: "como pude tratar-me assim a mim mesma?".

Façam a vossa parte e dêem a ler este texto àquelas pessoas que se castigam pelos pés que têm sem razão nenhuma.



Sandálias ROS | LISBON, modelo Graça Real, aqui.

SHARE:

25.6.14

Notam diferenças em mim?


Ora, notam diferença em mim?

Em 12 semanas, perdi 2,7 Kg de peso, embora não tenha ideia quanto perdi de gordura e quanto ganhei de massa muscular. O que menos interessa é o peso da balança, esse serve apenas de guia. Melhor que o peso da balança é a fita métrica.

Em 12 semanas, perdi 4,5cm de perímetro do peito (weeee!), 4,5cm de cintura, 3cm de anca, 4,5cm de coxas e 2,5cm de perna.


As últimas 3 semanas foram pobres, fiz asneiras e mal tive tempo de ir ao ginásio. Não ganhei massa gorda, não aumentei de peso, mas sei que o resultado podia ser muito melhor. E a falta que me fez ir ao ginásio! Afinal, passei a reclamar, mas a gostar disto. É revigorante, só custa ir, volta-se com a sensação de dever cumprido e com o pensamento de que fizemos algo por nós. 

A expressão "não tenho roupa" passou a ter outro significado no que toca a peças de roupa da cintura para baixo. Comprei dois calções há 15 dias e já estão bons para irem para a costureira. Um deles vesti uma vez, o outro nem o cheguei a vestir.

Preciso de reencontrar rotinas, métodos de trabalho e regressar à mesma intensidade, aos quatro dias por semana e continuar o bom trabalho que sinto ter feito até aqui.

Para quem costuma perguntar, deixo abaixo os contactos de quem me treina. Não tenho nenhuma parceria, não recebo quaisquer fundos, comecei por fazer esta divulgação a pedido dos leitores e nunca a pedido do treinador.

Aviso ainda que este treinador atingiu o limite de pessoas que pode treinar, pelo que neste momento está com lista de espera, no entanto, podem contactá-lo na mesma.


Miguel Kennedy





SHARE:

11.6.14

Gostei e comprei #3

Adoro branco, nem sei quantas partes de cima tenho nesta cor. E também adoro folhos e folharecos bem femininos, que numa peça branca vem dar toda uma outra graça.

Assim que vi este top na Mango, perdi-me de amores. Mas tinha grandes dúvidas quanto aos folhos laterais, pois podiam dar uma ilusão de multiplicação do meu tamanho, sobretudo ao nível do peito.

Mas experimentei e a coisa correu bem e recomendo muito este top. O algodão é bom, o top é confortável e vestido fica mesmo giro. Comprei um M, correspondeu ao meu tamanho habitual.

Parece que online a coisa não está fácil, mas tenho-o visto nas lojas. É procurar!

Refª 23067576 - MIXA
Preço 19,99€




SHARE:
© A Maçã de Eva

This site uses cookies from Google to deliver its services - Click here for information.

Blogger Template Created by pipdig