10.8.15

Relax no Alentejo







Ah, o Alentejo! Vou tantas vezes para fora do país que já me tinha esquecido o quanto gosto do Alentejo. Houve uma altura, pelos meus vintes, que passava a vida a fazer passeios pelo país. Já há muito que não passeava pelo Alentejo e recordar é viver, pelo que adorei estes dias no interior.


A convite da Odisseias fui conhecer o Ecorkhotel Évora, Suites & SPA, um pequeno paraíso em Évora, apenas a uma hora de Lisboa, o campo absoluto. O espaço é enorme, não é um hotel como imediatamente o imaginamos, num edifício alto cheio de quartos, é mais uma aldeia que conta com 56 suites privativas, cheias de espaço (cerca de 70m2 cada), no meio de oliveiras, casas absolutamente silenciosas onde não se ouve nada de nada. Se procura dormir como um anjo, aqui não há barulho nos quartos, nem dá para ouvir os vizinhos.

A cortiça dá nome ao hotel e o Alentejo marca o espaço e a decoração. Tudo com muito bom gosto, sem aspirações a luxos capitalistas, o que é nosso e português está em todo o lado. E que bem que fica! O PAM fartou-se de tirar fotografias para ideias de uma casa no campo que ele imagina um dia construir. Andava pelo quarto a dar toques com os nós dos dedos nas portas dos armários enquanto comentava "isto é bom" na sua veia de construtor civil. Não falta mesmo espaço nos quartos, fiquei no número 30, deu para espalhar malas e desarrumar tudo, voltava num piscar de olhos.

Chegados e instalados, foi abrir as malas e namorar o sol durante três dias. Esteve sempre um tempo de encomenda, a piscina tem uma cor fantástica e a profundidade ideal.



  















No Ecorkhotel contem com o som dos pássaros de dia e os grilos de noite. E contem com a cidade de Évora nem a 10 minutos de carro do hotel, onde não falta passeio e, sobretudo, restaurantes. Todos os dias fomos comer fora a sítios recomendados por amigos ou familiares.

Na primeira noite fomos ao Fialho. Tão, mas tão bom! Foi lá que comemos uma presunto pata negra e, como é costume, dividimos um prato de peixe e outro de carne: bife de atum com migas de espargos e carne de porco à alentejana. Rematámos com um fidalgo que dividimos, bebemos água e vinho a copo e no fim pagámos cerca de 60€. Mais sobre este restaurante aqui.



Outro restaurante que eu já tinha experimentado e que uma leitora teve a simpatia de me relembrar a existência (obrigada, Ana!), é o Moinho do Cu Torto. Mais um sítio onde se come lindamente. Pedimos costeletas de borrego e esta sopa maravilhosa, açorda de bacalhau, não há palavras para explicar o que gosto disto. Ainda rematámos com sobremesas e pagámos cerca de 40€. Mais sobre este restaurante aqui

Pela zona, a leitora Inês ainda me escreveu a recomendar o Sabores de Monsaraz (obrigada, Inês!), ao qual só teceu elogios. Fiquei mesmo muito curiosa, mas infelizmente já não fui a tempo. Fica para uma próxima, deixo aqui mais informação sobre este restaurante.

  
  


Nestes dias fui mais de me dedicar ao sol e ao descanso, mas não falta onde passear em Évora. A cidade é realmente bonita, há muito para ver, o Templo de Diana é o clássico habitual, fui aos cromeleques e quem tiver oportunidade e gosto nisso, a leitora Rita (obrigada, Rita!) alertou-me para a exposição "Vestidos de noiva inesquecíveis", no Palácio do Cadaval, que conta com vestidos Yves Saint Laurent, Balenciaga, Carolina Herrera, Dior, Givenchy, etc., e que tenho tanta pena de não ter sabido antes, snhiff! A exposição dura até 7 de Setembro.




Pacotes Odisseias no Ecorkhotel, nos meses de Agosto e Setembro, aqui e aqui
  
Mais algumas notas sobre o hotel:

- Atenção, que não vos passe ao lado, o pequeno-almoço tem queijo fresco numa travessa cheia de pinhões a que se pode juntar doce de abóbora. MinhaNossaSinhora, nem quero falar mais nisso!

- Não é preciso levar toalhas de praia. Muitas vezes levamos as nossas com medo que os hotéis entreguem toalhas que mais parecem de bidé, pequenas e curtas, o que torna os dias de praia e piscina desconfortáveis, mas as toalhas de piscina do hotel são boas, não se preocupem com isso.

- Para quem dorme com almofadas baixas, recomendo levar a almofada de casa, para mim as almofadas do quarto eram um bocado altas (mas nada que me tirasse o sono).

- Para quem, como eu, parece saída do caixote de lixo se não tiver um secador de cabelo para domar a melena, não precisam de transportar o vosso. O meu secador é dos profissionais, uma bomba que pesa, é mesmo uma chatice ter de o transportar comigo, mas tem de ser. No quarto existia um óptimo secador de cabelo e acabei por nem usar o meu, não se ralem em transportar o vosso, não vale a pena.

- Se querem uma cama de casal, lembrem-se de pedir! Eu estou sempre a esquecer-me de pedir e desta vez calharam-me duas camas juntas. Podia ter pedido para mudar, mas não quis dar o trabalho.



  





Obrigada à Odisseias e ao Ecorkhotel Évora, Suites & SPA por esta estada magnífica.



SHARE:
© A Maçã de Eva

This site uses cookies from Google to deliver its services - Click here for information.

Blogger Template Created by pipdig