30.4.15

A Igreja e as meninas de 12 anos violadas


Eu não me vou pôr com rodeios, mascarar o pensamento, pôr-me com floreados e vou directa ao assunto: há dias em que a Igreja me mete nojo. Pronto, vai assim a seco.

Há dias em que me é irrelevante, acho que todos têm direito a acreditar no que quiserem - acho também que há muita gente sujeita a lavagem cerebral - mas podem andar na sua vida, acreditando no que quiserem. O que mais me incomoda nas religiões, sejam elas quais forem, é a imposição, o arrastar dos outros. Não podem simplesmente existir e receber aqueles que os procurarem, há sempre ali um arrastar dos que ainda não pertencem, seja a Al Qaeda atrás dos infiéis ou a Igreja Católica a espalhar o sentimento de culpa, do "é pecado", do "não é assim que se faz que Deus está a ver".

Culpa, culpa, culpa. A Igreja é um lobby do caraças, podre de ricos, luxos, podres de podridão, pedófilos e outras demonstrações do demo que procuram esconder. Atenção que não me refiro a fé, cada uma pode ter a sua, a base de todas as religiões é o bem, mas depois chega o Homem e estraga tudo.

E da polémica da miúda de 12 anos continuamente violada pelo padrasto que está agora grávida de 5 meses, ontem dei de caras com este texto. Fiquei lívida, apesar de ter perfeita consciência de que têm todo o direito a estar do lado oposto ao meu. Para mim, isto das igrejas e das religiões toldam a capacidade de raciocínio. Há na vida realidades que não são felizes, soluções que não são simpáticas, mas podem ser as melhores.

Ninguém, absolutamente ninguém faz abortos por prazer. As mulheres fazem-no por necessidade. Não é uma solução feliz, nunca o é, mas em momentos de aflição, em situações limite, é quase sempre a solução correcta para se pouparem a uma vida que não é vivida, é sobrevivida.

A ver se encaramos a realidade: infelizmente nem todos somos felizes. É assim a vida, a felicidade não foi bem distribuída. E infelizmente muitos não têm condições para ser felizes por mais que o desejem. Enerva-me profundamente que a Igreja Católica não seja capaz de encarar uma verdade destas. Sim, há pessoas que não são e nunca vão ser felizes!

E escreve-se sobre o assunto da rapariga violada:

"Não, não tiveste culpa de nada. E a tua Mãe também não", correcto.

"E, no entanto, querem eliminar-te", correcto, é o melhor para a mãe.

"Como se alguma vez pudesses ser esquecido", o que é que isso interessa?

"Tu que achavas que estavas no sítio mais seguro do mundo para viver e chuchar o dedo", não acha nada, é um feto, não tem raciocínio.

E se até aqui é irritante, uma manipulação de pensamento, culpa, culpa, culpa, depois chega a parte que me deixa doente:

"Podias ser a alegria da tua Mãe", ou o empecilho, a vida destruída, o indesejado.

"Sim, a felicidade é sempre possível", mentira. Parem de dizer mentiras!

"Ou podias ser o filho daquele casal que esperava há tanto tempo por ti", egoísmo. Tu, miúda de 12 anos, vive um parto, dá um filho teu, vive com esse peso o resto da vida, tudo para fazer a vontade dos que lá na Igreja dizem ser o correcto. Ou então acaba-se com o assunto enquanto o drama é ainda menor e vive uma vida melhor, dentro do possível.

"Podias ser alguém inteligente, descoberto a cura para o cancro". Manipulação, manipulação, manipulação. Num seio familiar destes o mais certo é interromper os estudos, acabar na droga, a roubar ou ser mais um falhado da sociedade. Sim, a ideia é linda, muito romântica e vencedora, mas isto não é um filme.

"Não lhes interessa, ninguém sabe nem quer saber", não, porque as pessoas estão concentradas em quem existe, uma criança de 12 anos. A preocupação é ela, não é um feto, alguém que ainda não existe.

"De qualquer forma és muito amado, sabes Bebé?" Não é. Manipulação, culpa, culpa, culpa. A ideia de um bebé vir a ser amado acontece com pessoas equilibradas, com famílias estruturadas e mesmo assim às vezes a coisa até corre mal. Mas no geral, isso acontece com pessoas ditas "normais". Numa família em que o padrasto viola a enteada de 12 anos sabe-se lá há quanto tempo, com uma mãe que deve ter feito de conta que não se apercebia de nada (porra, tem de haver um momento em que alguma coisa parece estranha!), deve ser uma família de amor que faço ideia! Ah e tal, mas são pessoas, merecem ser tratados como humanos. Não, quanto a mim, não merecem nem o ar que respiram. Não vale a pena perder tempo com lixo.

"Mas muitos não acreditaram no poder do Amor. No poder que transforma o mundo, que do mal faz nascer o bem", sim, lindo, tocante. Digam isso também às 300 miúdas raptadas pelo Boko Haram na Nigéria que estão certamente a servir de escravas sexuais pelo "amor". A vida não são desenhos animados, caramba! O bem nem sempre triunfa sobre o mal, que ideias são estas?

"De que vale querer salvar o mundo se não te salvamos a ti, meu Bebé?". Ilusões, ninguém é capaz de salvar o mundo, mas é certo que se pode salvar a rapariga de uma vida ainda mais miserável. Nunca vai ter uma vida espectacular livre de sofrimento, mas pode ser melhor se for poupada a uma gravidez indesejada.

"Bem sei que, porque não falas, porque estás escondido, é mais fácil fingir que não estás aí", isto já é um insulto, pois ninguém finge que não está ali um potencial bebé. É mais uma forma de manipulação. Colocou-se um drama de decisão quanto ao futuro desta gravidez no Hospital, o Ministério Público foi chamado, a comunicação social faz cobertura do assunto, quem finge que nada de passa?

"Nós nunca te esqueceremos", esquecem sim, todos temos outras coisas em que pensar e ocupar o nosso tempo. Temos as nossas famílias, os nossos trabalhos, podemos continuar a sonhar com mundos ideais, famílias sempre felizes, mas isso não existe. O que não nos impede de sonhar, é claro, mas também é bom ter assente os pés na terra e saber que nem todos os que chegam ao mundo estão destinados a ser felizes.

E ainda bem que hoje acordei para a notícia de que a gravidez vai ser interrompida. Não vai ser fácil para ela, é tudo um trauma na mesma, mas é com certeza absoluta mais fácil do que carregar um filho aos 12 anos, interromper a vida para se dedicar a uma vida miserável ou ter de guardar o resto da vida a ideia de que teve um filho algures no tempo, vítima de violação por alguém que devia ter comportamento de pai, filho esse em parte incerta. Não acham que estão a pedir demais a uma miúda de 12 anos?

Desta forma certamente não esquecerá tudo o que viveu, mas do mal o menos. Não se perde alguém que nunca se chegou a amar e não terá de lidar com a responsabilidade de uma vida que depende dela quando ela já é dependente e com dificuldade de encontrar equilíbrio emocional na vida, se alguma vez o encontrar. Na medida do possível tratará de se libertar de todo o mal que lhe fizeram, de uma infância perdida e hão-de indicar-lhe um caminho, espero que longe da família dela.




SHARE:

29.4.15

Vencedora do passatempo Magnolia


E já temos vencedora para este passatempo, que é

Patrícia Cunha, da Covilhã

PARABÉNS!





SHARE:

A capa de iPhone com girassóis



Tantas piquenas que me enviam a mesma mensagem: de onde é a minha capa de iPhone com girassóis? Aqui fica a informação, suas imbejosas.

Compro todas as minhas capas no Ebay e só gosto das capas que são moles, de borracha, gel, silicone ou derivados (a palavra do povo, sempre sonhei escrever "derivado" nesta página). 

Existem capas duras giras, muito giras até, mas tendem a partir-se nos cantos, não têm aquele bónus anti-derrapante, são escorregadias como sabonetes e eu tenho muito amor ao vidro do meu telefone.

Encontram a minha capa de girassóis aqui, disponível para os iPhones 4, 4s, 5 e 5s, pela «obscena» quantia de 1,70€.

O mal destas encomendas é que podem demorar duas semanas a chegar no correio, três semanas, quem diz três, diz quatro. É preciso ter paciência, mas chega sempre.



Blazer azul escuro. Carolina Herrera, antigo
Calças azuis, MANGO, antigas
Lenço, MANGO, antigo
Mala, têm de esperar pelo ano que vem
Capa de iPhone, aqui


SHARE:

27.4.15

Dia da Mamãe


ROS | LISBON aqui




Brincos de prata da Bergue & Co., à venda no LX Factory, 58€.
São absolutamente fantásticos, ainda mais giros que na foto, muito leves, nem se sentem.
Enviam por correio a quem não tiver oportunidade de visitar a loja. 
Podem contactar pelo 214 115 006.




Fio de prata dourada da Magnolia.
Passatempo para ganhar este fio aqui no blogue.


SHARE:

Passatempo Dia da Mãe com a Magnólia



O Dia da Mãe é no primeiro Domingo de cada Maio, o que significa que é já no dia 3 de Maio. O drama "não sei mesmo o que oferecer" já está resolvido? 

A Magnolia dá uma ajuda, tenho um destes fios à escolha para sortear e poderem oferecer à vossa mamãe do coração.

Para participar, têm apenas de fazer um like na página da Magnolia e preencher o formulário abaixo. O vencedor ou vencedora será sorteado por escolha aleatória através do random.org

Têm até amanhã, Terça, às 23h59 para o fazer. Boa sorte!









SHARE:

24.4.15

É fácil ser a favor das touradas (ou não)




O Nuno Markl e o Ricardo Araújo Pereira foram ameaçados de morte. Criaram um vídeo em que pedem às pessoas que assinem duas petições, assim concordem com eles. Nisto é fácil dar largas aos labregos da internet que logo deram provas da sua "inteligência" e capacidade de argumentação e vai de ameaçar a dupla: "Vamos dar uns tiros também nestes senhores, não?”. Não, não vamos labrego. Vira antes a arma para ti.

Ao que parece existe uma página de nome "ProToiro" (como é que se pode ser "pro" de uma coisa destas?) que também respondeu ao vídeo: “(...) A ProToiro, Federação Portuguesa de Tauromaquia, lamenta que duas figuras públicas venham de uma forma tão leviana, demagógica e irresponsável, promover preconceitos taurofóbicos sobre os milhões de portugueses que vivem e amam livremente a sua cultura".

A ProToiro lamenta que não os deixem gozar em paz os festins de sangue animal, festas de promoção de maldade gratuita, patrocinadas com dinheiro dos contribuintes. Não se faz!

Eu sou a favor das touradas, sejam elas em arena com homem e touro, sem saídas de emergência, sem quaisquer protecções, barreiras, ajudas lá para casa nem INEM de prevenção, só assim touro ao natural de cornos pontiagudos, não há cá espadas, nem espetos, nem merdas. O homem usa o que tem, as mãos, e o touro usa o que tem também. De igual para igual enquanto eu grito da bancada "eh, toiro! Dá-lhe toiro!" Não me digam que não há toureiros com tomates para um frente-a-frente destes?

Agora que penso nisso até parece uma arena bocadinho medieval, não é? Eu confesso que há em mim um pequeno sentimento de satisfação de cada vez que um toureiro apanha no lombo e fica estropiado, às vezes para o resto da vida. Há uma vozinha cá dentro que diz: "ficasses em casa!". Nunca tenho pena.

No ano que vem espero como contribuinte não estar a dar dinheiro a estas alarvidades, como se fez em 2011 com a atribuição de subsídios no valor de 9 milhões de euros e de 31 milhões de euros entre 2006 e 2010, tudo para que o homem possa gozar o festim de ver outro homem fazer sangrar touros que se pudessem fugiam dali.

Assinem aqui, muitas assinaturas podem fazer a diferença:

Proibição da Assistência e Trabalho de Menores em Espectáculos Tauromáquicos

Proibição de Subsídios Públicos às Actividades Tauromáquicas


No fundo é uma questão de tempo, eu sei que estas coisas acabarão por ter o seu fim, só não sei dizer quando. Mas gostava de estar cá para ver as trombas mulas destes "pro divertidos com o sofrimento animal", tão corajosos na arena, mas tão cobardes se for para lutar de igual para igual.



SHARE:

Weekend #55



Alice. Andava para ver este filme há que tempos, mas não tinha a companhia do PAM que se recusou a ver. Aproveitei a oportunidade num avião, assim com medo de me chegar ao fundo onde tenho alguns sentimentos e dar-me para a lágrima em frente a estranhos, mas aguentei-me bem. Não é um filme que nos deixe num buraco, é um filme forte, mas que nos deixa a celebração da vida. Aquela coisa que não ligamos quando somos mais novos, de pedir saúde, mais tarde faz todo o sentido. Sem saúde não há nada. Bom filme! Além disso gosto muito da Julianne Moore. Trailer aqui.

SHARE:

23.4.15

Mousse com protecção solar




Ontem estava no carro entalada no trânsito com a Rádio Comercial, quando deixaram no ar uma adivinha: qual é a coisa que apenas 12% das pessoas usam ao longo de todo o ano?

Não consegui adivinhar, mas o primeiro pensamento foi: "espero que não seja desodorizante!".

Não era desodorizante, oremos, mas era a protecção solar que ao contrário do que se possa pensar deve ser usada o ano inteiro.

Infelizmente acordei tarde para estas preocupações. Se é certo que nunca descurei protecção solar no verão, no inverno nem por isso e só há poucos anos comecei a escolher cremes hidratantes com FPS (Factor de Protecção Solar).

Todos lemos sobre estes cuidados, mas a ideia de colocar o creme da praia, untuoso, desconfortável, com a roupa a colar, deixa cair por terra a intenção. Mas a ideia não é usar o típico creme de praia, existem cada vez mais produtos de dia-a-dia com FPS, é apenas procurar. E mais, existem cada vez mais cuidados de pele e maquilhagem com FPS, o que é ainda melhor e facilita a vida das mulheres que tantos produtos usam.

Dermclick deu-me a experimentar mais um produto da gama solares, um alisador óptico da La Roche Posay, com uma leve cor e FPS 50. Veio mesmo a calhar!

Vou dizer a verdade, quando espremi o tubo percebi que era preciso fazer alguma força e pensei "qué esta textura? Não sei se gosto disto...". Mas bati na boca, é espectacular, tão, mas tão macio! Este produto não tem nada a ver com os cremes da praia como a maioria os conhecemos. Mas nada a ver! Tem uma textura de mousse de chocolate no ponto, sabem quando viram a colher para baixo e a mousse não mexe? É isso. Uma vez espalhado na pele, tem um toque seco parecido a tocar em veludo, não há um pingo de oleosidade ou de brilho natural de creme, é seco, seco, e depois de aplicado tem um efeito tipo base, eliminando imperfeições.

Para quem não gosta de usar base mas até gostava de ter um efeito-base, para quem não gosta de cremes, aqui têm um excelente alisador óptico, com cor, FPS 50, com 20% de desconto até ao fim de Abril, por 12,16€ e que dá para usar o ano inteiro.

La Roche Posay - Anthélios Alisador Ótico FPS 50+ é uma mousse indicada para todos os tipos de pele sensível ao sol com irregularidades ou imperfeições. Tem uma textura aveludada que se funde instantaneamente na pele uniformizando-a naturalmente e duradouramente. Assegura uma proteção solar elevada UVB FPS 50+ e UVA. Enriquecido com Mexoryl XL, fotoestável que ajuda a preservar a pele de danos causados pelo sol. Cor Doré. Testado sob controlo dermatológico. Não comedogénico.

Toda a marca La Roche Posay está com 20% de desconto na Dermclick até ao último dia de Abril. São 185 produtos de cuidados da pele La Roche Posay.





FB da DERMCLICK, onde anunciam descontos regularmente


A Dermclick é uma loja online que tem os produtos de cosmética que estamos habituadas a encontrar nas farmácias, mas com preços mais baratos, já que não têm os custos de ter uma loja de rua.


SHARE:

22.4.15

Pernas cabeludas por aí? Atentem nesta promoção de liberdade!


“Grândola, Vila Morena” aos pêlos!

Liberdade, além da de imprensa, das escolhas pessoais e tudo aquilo que traz um regime democrático, cá entre nós mulheres, é também ter o corpinho livre de pêlos. Eu costumo dizer que não há investimento melhor aplicado do que aquele que nos deixa carecas nas pernas, nas axilas, nas virilhas, não há palavras que expressem a minha alegria de não fazer depilação há 9 anos.

O 25 de Abril não trouxe o laser alexandrite, mas a Ultimate Laser traz 25% de desconto nas sessões agendadas até ao fim do mês, tudo para começarem a usufruir da sensação da liberdade, de poderem ser mulheres carecas como eu e como tantas leitoras do blogue, já clientes da Ultimate Laser.

Vou explicar como faço quando quero usar um vestido: uso.
Quando quero ir à praia: vou.
Quando tenho pernas despidas diante de outros: mostro.

Quando olho para o armário e penso no que vou vestir nunca estou condicionada pelo factor depilação. Estou sempre pronta. Já imaginaram o que é uma vida em que simplesmente não se pensa em ter de marcar, ter de fazer, estar impendida de fazer, deixar de ter momentos condicionados pela eventual existência de pêlos? É de sonho e é mesmo uma liberdade.

Para usufruir desta promoção basta referir o código “A Maçã de Eva – 25 de Abril” e agendar uma sessão (efectuada até 30 de Abril) com a Ultimate Laser, em LISBOA ou no PORTO, através do 915 819 797 ou do endereço info@ultimatelaser.pt


Lisboa - Av. da Liberdade nº 244, 2º andar

Porto - Edifício Capitólio, Av. de França, nº 256, 2º - Escritório 2.7 NOVA MORADA




Facebook da Ultimate Laser aqui,
 amiguem-se para receber todas as promoções em primeira mão.


Promoção válida para sessões agendadas até ao dia 30 de Abril de 2015. Promoção não acumulável com outras promoções eventualmente em vigor. 

A tabela de preços está aqui e cada preço corresponde a uma sessão. O número de sessões necessárias é variável. A título de exemplo eu precisei de duas sessões nas pernas, há quem faça seis. O tipo de pêlo, o contraste entre a pele e o pêlo variam de pessoa para pessoa, pelo que é impossível determinar com rigor o número de sessões necessárias, mas a média é de seis sessões. 

Mais info e explicações sobre o laser alexandrite, aqui. Todas as versões a que enganosamente dão o nome de laser sem o ser, como IPL, fotodepilação, luz pulsada, diodos, rubis e etc., são sistemas de enfraquecimento do pêlo, não de eliminação. O único sistema que elimina pêlos é o laser alexandrite, não vão em enganos. 


SHARE:

21.4.15

A solução da felicidade também está na distância

Na cozinha, preparei o salmão no forno, a couve bok choi e o pepino. Quando acabei, gritei: "já podes vir!"

Há tempos concluí que para manter a relação saudável, na cozinha tem de ser um de cada vez. Não dá para ocuparmos os dois o mesmo espaço. Ele quer as bancadas só para ele, é homem, ou seja, um ser que não consegue ir arrumando o que tira dos armários e prateleiras, fazendo do espaço por acumulação um verdadeiro campo de batalha. Por outro lado, eu não consigo ver aquela desarrumação, as bancadas alagadas, os dois a querer usar o lava-loiças, a discutir o pano da cozinha, não dá. Crescem-me calores nas costas, nascem sopros impacientes da boca e assim se caminha para um jantar de trombas, com o cansaço do dia acumulado.

Depois de o chamar, lá foi ele tratar dos brócolos com alho. Ainda estava nas redondezas a tratar do forno quando ele me avisou: "sai da cozinha, não te quero aqui".

No limite teria de ficar à porta, mas nem isso porque os desastres que ele provoca me enchem de nervos. Mas é assim que se aprende, errando, há que deixar. Já cozinha os brócolos al dente com alho melhor do que eu. Água mole em pedra dura tanto bate até que fura, já diz o ditado. E é assim que se mantém um casamento feliz, aceitando o que não conseguimos suportar sem fazer disso um problema, dando espaço a cada um. Em vez de me concentrar nos problemas, concentro-me numa solução. Se a distância culinária funciona para as duas partes, então é uma boa fórmula.

PS - Enquanto vos escrevo, tresanda a alho. Vou ter a sensação de dormir com uma cabeça de alhos na almofada.

Novo PS - A leitura do texto pode dar a sensação de que a cozinha é pequena, mas é enorme. Apenas demasiado pequena para um ego culinário como o dele e uma impaciente como eu.



SHARE:

20.4.15

Gostei e comprei #16


Top com folhos, Oysho, 19,99€, aqui
Top de manga cava, Oysho, 17,99€, aqui
Sandálias ROS | LISBON, aqui

Tops brancos são às dezenas no meu armário, chega a ser obsceno, mas é provavelmente a minha cor preferida, fica sempre bem, é o clássico "dá com tudo", facilita a vida de quem transpira das axilas e não pode usar certas cores para nas ficar com medalhas húmidas debaixo dos braços na roupa com cor, mas tem a tristeza de muitas vezes ficar com manchas amarelas por causa dos desodorizantes mesmo após as lavagens e de ficar encardido ao fim de uns tempos. Ainda assim, o branco é muitas vezes a minha escolha para tops, continua a valer a pena.



Clicar para aumentar a imagem.

Tenho uma paixão por folhos nos ombros e tenho várias peças do género. Nunca me canso, são um pequeno twist às peças muito lisas. Este top da Oysho (aqui) assenta lindamente, não falta espaço para a barriga, tanto dá para grávidas como para barrigudas (no caso de quem quer esconder saliências abdominais), fica bem com jeans, com chinos, com calções, mas com saias já não gosto de ver, é demasiado largueirão para usar com peças largas em baixo.

Mas não vou mentir, este top vem com um problema: o tecido na zona das axilas é muito subido, roça, fica a magoar, percebi que era impossível de usar com aquele desconforto evidente logo no gabinete de prova, mas ainda assim não desisti da compra e foi directo da loja para a costureira e mandei cavar aquela zona. Depois da costureira lhe dar tratamento, ficou impecável.



Clicar para aumentar a imagem.

Este top, também da Oysho (aqui) tem um algodão excelente, não é coladinho ao corpo, é solto qb., mesmo como eu gosto. Eu não sou capaz de usar top do estilo collants, justos como uma segunda pele. Ele assenta lindamente, acho mesmo que favorece a figura e decidi comprar em segundos, assim que me vi ao espelho. As rendas que atravessam o top fazem alguma transparência, mas nada que dê para espreitar maminhas, vê-se apenas o tom da pele e nada mais.

SHARE:

Rio, eu txi amo









SHARE:

15.4.15

Gostei e comprei #15


Passei na Sfera e fiquei ali rendida aos ares de verão, fiz logo três compras. Não é uma loja em que passe muitas vezes (não existem muitas), mas costumo encontrar coisas interessantes por lá. O bom desta loja é que não é (ainda) um sítio onde rumam todas as mulheres e às vezes há coisas mesmo interessantes, sobretudo no verão. Um dos meus vestidos preferidos, que usei nesta ocasião é de lá e foi uma pechincha.


Sfera, fio estrela do mar, 3,50€
Sfera, pulseira elástica de missangas turquesa e douradas, 4€
Sfera, brincos dourados, 3,25€


SHARE:

14.4.15

Chatices de WC

É muito chato ir ao WC quando existem 10 pessoas com as quais não existe intimidade, praticamente encostadas à porta, na espera que a pessoa saia para dar continuidade a uma reunião de trabalho.

Não sei se o seguinte se passa com homens, mas as mulheres rapidamente procuram dissimular a coisa.

Podemos ir ao WC fazer um simples xixi, mas na eventualidade gasosa do tipo "mota de 1965 a dar ao motor", é num instante que nos pomos a arrastar os móveis que conseguirmos, a fazer barulho e atirar com outras coisas para o chão de forma a que do outro lado da porta pensem que o barulho foi outra coisa qualquer não saída do rabo.

Eu sou menina para atirar uma estante ao chão, se for preciso. Vergonhas é que não.



SHARE:

13.4.15

O vestido de pintas do Pretty Woman


Durante anos a minha mãe namorou este vestido do filme Pretty Woman e agora ele apareceu numa marca inglesa com estilo vintage, a LindyBop, aqui, por 30£, do tamanho 34 ao 46.

Quase dá vontade de comprar, não tivesse eu mil vestidos de verão.



SHARE:

11.4.15

Clinique - serviço público

Quem conhece este blog, sabe que não sou piquena de fazer concursos nem publicidade a marcas e serviços, excepto quando são realmente bons e da minha escolha. Esta semana fui convidada pela Clinique para um workshop com outras bloggers. Aceitei de imediato o convite porque já sou cliente, porque achei que não tinha nada a perder, mas confesso, fui um bocadinho de pé atrás a pensar que não me iriam ensinar nada de novo. Enganei-me.

Além de alguns truques de maquilhagem, descobri esta maravilha que é o Superbalanced Powder. Uma base em pó, com factor de protecção solar SPF 15, que faz exactamente o que eu quero: cobre o que é preciso e não me deixa a cara tipo boneca de porcelana. Além disso, a embalagem tem uma peça que gira e o pó que vai libertando é sempre na quantidade que eu quiser e como se estivesse novo. Adorei!

Faço esta divulgação porque nunca prestei atenção às bases em pó, por razão que desconheço achei sempre que seriam uma porcaria, que desapareceriam num instante obrigando a um constante retoque, mas é maravilhoso. É leitora deste blog e usa base? O melhor é experimentar esta! No inverno sou incapaz de sair de casa sem base e fiquei fã desta, apesar de já usar uma outra base líquida, também Clinique.

Agora é colocar na lista e esperar que o Pai Natal de chegue à frente com uma embalagem. Natural 04, sim? Eu mereço!

Mais info aqui!



Nota: antes que venham as más-línguas, não, a Clinique não pede a ninguém PUB nos blogs. Cada autor faz o que quer. Nem sequer se falou nisso.
SHARE:

10.4.15

Blogs de moda - entrevista



Fui entrevistada pela página Blogs de Moda, podem ler aqui a entrevista.

O Blogs de Moda é uma página que reúne vários blogues portugueses. Em vez de andarem a passear por mil páginas soltas, ali podem encontrar reunidas milhares de sugestões de looks, reviews de produtos, dicas de lifestyle e até receitas. 

Não faltam novidades naquela página, todos os dias nascem textos novos. Para apanhar as novidades mais facilmente, podem fazer like na página de FB aqui.

Boas leituras!


SHARE:

Weekend #54



Silver Linings. Tive de ver este filme duas vezes, a primeira estava num avião, não tinha legendas e com o barulho do voo não percebia parte dos diálogos que são tão importantes nestes filme. O filme ficou-me na cabeça e a segunda vez que o vi foi há pouco tempo, desta vez em condições para compreender tudo sem perder pitada. O que eu gostei deste filme! Adoro a loucura nestes dois, a falta de filtro nas conversas, o poder dizer tudo, eu gostava de poder ser assim em ser julgada. Aconselho definitivamente este filme a quem não o viu. E já agora, a Jennifer Lawrence aparece tão gostosa que até eu fico a olhar. Trailer aqui.


SHARE:

9.4.15

Novidades de verão


Tenho tanta, mas tanta pena de não ter estado presente nestes lançamentos!

A colecção da LATITID para este verão é inspirada na latitude de Londres e, para quem conhece a cidade, deve estar a coisa mais modernaça. Já está à venda na Embaixada, em Lisboa.





Ainda não conheço nada, mas só de ver o vídeo e esta parte de cima que é a minha cara, este ano a colecção promete.

Loja online da LATITID aqui
FB da LATITID aqui


Outras novidades no edifício Embaixada:




Também a não perder, a HOPINESS, marca portuguesa caracterizada por ter fatos de banho com fartura, lançou ontem a sua colecção, na loja It's About Passion, no 1º andar do edifício Embaixada.

Loja online da HOPINESS aqui
FB da HOPINESS aqui



Ainda na It's About Passion podem aproveitar para conhecer a colecção de sandálias SS 2015 "Made in Brasil", da ROS | LISBON

Loja online da ROS | LISBON aqui
FB da ROS | LISBON aqui


E mais novidades minhas vão chegar à It's About Passion, mas ainda não posso dizer! 


SHARE:

Recuperar de um desgosto, ordem para seguir em frente



SHARE:

8.4.15

Um dia mato este gajo #49

Qual é coisa, qual é ela, que cai na roupa e ali fica até ser lavada? Não vale a pena ir com paninhos húmidos, esponjas, pontinhas de toalha molhadas, esqueçam, não sai!

É a pasta de dentes que já esteve na boca.

A pasta de dentes é para mim a representação da força e persistência, ganha sempre, fica na roupa colada a dizer aos outros "esta gaja babou-se a lavar os dentes", sobretudo em roupa escura. Este assunto só tem solução com a máquina de lavar.

E o casamento não é fácil quando é preciso dividir um lavatório. Em casa, no WC do quarto, optámos por uma bancada grande e um lavatório em vez de uma bancada pequena e dois lavatórios. Parece uma escolha interessante e óbvia, mas não o é quando se vive com o espécimen homem (criatura não pensante).

Ora, quando o homem ocupa o lavatório, eu trato de me ocupar com outras coisas e aguardar pela minha vez.

Na situação inversa, quando eu ocupo o lavatório, o homem quer ir a correr para ter de o dividir comigo. 'Esperar' é um conceito que não faz parte do vocabulário dele.

E haviam de nos ver aos dois a dividir um lavatório destes, eu a lavar os dentes sem poder dar largas aos meus gritos e mandá-lo embora, os dois às cotoveladas pelo movimento de esfregar os dentes, a espumar a cair ora na bancada, ora na roupa, eu a ficar furiosa e ele a perguntar "qual é o mal?".

Eu já cheguei a sair do lavatório e ir lavar os dentes de joelhos no bidé. É assim que este homem me trata.

Então tentei fazer um acordo com o PAM: se eu estiver no WC, tu esperas. Se tu estiveres no WC, eu espero.

Apertámos as mãos para assinalar o acordo como dois adultos responsáveis, era um compromisso de honra. Achei que a partir dali a minha higiene pessoal ia ser um assunto mais fácil. Tínhamos feito um acordo de homens.

No dia seguinte o gajo entrou em contra-ordenação.




SHARE:

7.4.15

O sossego de Estarreja


Há dias passei por Estarreja, não demoraram algumas leitoras a dar sinal de vida perguntando "o que fazes na minha terra?" ou "estás tão pertinho de mim!".

Os meus negócios obrigam-me a percorrer Portugal de lés a lés, viajo cada vez mais dentro do país. Parecendo que não, este Portugal é enooorme! As estradas matam-me e três horas para chegar ao Porto, mais três horas para regressar a Lisboa, faz seis horas num dia que juntando a reuniões, tempo de refeições, tempo para escolha de materiais e decisões, deixam-me completamente esgotada a meio do dia de trabalho. Regressar a casa no mesmo dia em que saí, como fiz das primeiras vezes, não é mesmo boa ideia para andar na estrada. Morro de sono! Tenho amigos que vão e voltam do norte em trabalho no mesmo dia, não sei como fazem.

Então tenho procurado aliar o trabalho ao prazer, juntar experiências às obrigações, o que tem tornado as viagens mais simpáticas e divertidas. A convite da Odisseias tive a oportunidade de conhecer o Tulip Inn Estarreja Hotel and Spa. Poderia dizer que "sossego" é o nome do meio deste hotel, não se ouve nada além do campo! Nos corredores uma pessoa cai na tentação de falar como se estivesse numa biblioteca.

Acordei com o sol a bater na janela, virada para os montes verdes, vacas a pastar, que maravilha de silêncio, foi mesmo uma dormida para repor energias. Se a ideia é descansar, aqui têm uma excelente ideia de fim-de-semana, num hotel com spa, piscina interior aquecida, uma piscina exterior muito simpática, um pequeno-almoço espectacular, quartos verdadeiramente amplos (com sala antes do quarto das camas) e WC modernos nos quartos.










Para minha surpresa, encontrei um ginásio super equipado que nada fica atrás daquele que frequento. Todo o espaço de spa, piscinas e ginásio é realmente agradável, é possível correr na passadeira com vista para o campo e animais a pastar e, curiosamente, este é o único ginásio de Estarreja que também está aberto ao público, não é exclusivo para hóspedes, o que é bem simpático. Na verdade tive pena de não ter mais tempo naquele dia, se eu soubesse gostava de ter experimentado fazer exercício com aquela vista.

Ginásios à parte, no restaurante do hotel, também aberto ao público, há uma entrada (que até podia ser um prato principal) que é obrigatório pedir: uma mini-alheira com ovo estrelado e couves. Minha mãe do céu, o sabor daquela alheira! A sério, se vivem na zona passem pelo restaurante e venham cá contar como é o sabor daquela alheira. Sempre que faço estas viagens mais a norte de Portugal como tão, mas tão bem.

Obrigada à Odisseias pela experiência e ao Tulip Inn Estarreja Hotel and Spa pela simpatia e por nos terem recebido tão bem.


SHARE:

6.4.15

Os calções mais sexys


  

Calções CATCH-MYLEGS, aqui
Blusão ZARA, antigo
Botas ROS | LISBON, aqui

Eu adoro calções! Não sou muito de jeans, ainda que os use bastante, sou mais calções, matéria sobre a qual já tinha escrito aqui há tempos.

Tenho pirâmides de calções, de inverno ou verão. No verão sou mesmo incapaz de usar jeans, matam-me de calor, de Maio a Outubro ninguém me apanha de calças de ganga. Nas viagens que faço, é inacreditável a quantidade de fotos em que apareço de calções. São a peça de roupa mais prática, existem milhares de modelos e padrões, fazem boa figura e podem fazer conjuntos bem elegantes, pois calções não são sinónimo de praia. Na verdade, acho que existem mais calções giros do que calças, que são muito a mesma coisa.

Foram-me apresentados os calções da CATCH-MYLEGS, marca portuguesa, e a oportunidade de escolher uns ao meu gosto. Calções mais femininos é impossível. Adorei a característica da renda na bainha e a atenção a um pormenor que preocupa tantas mulheres: os calções não são justos à perna, são folgados, faz parte do modelo, pelo que o medo de gangrenar as pernas não é assunto. No modelo que escolhi, a parte de cima é de elástico, o que permite funcionar em vários tamanhos de cintura. 

Também, para quem dá atenção a estas coisas, a marca nunca produz muitos modelos do mesmo padrão. A produção é reduzida para trazer exclusividade ao cliente e desta forma, também as novidades com novos padrões surgem a cada semana.

Sobretudo a escolha das rendas é importante e muito bem conseguida nesta marca: são de qualidade, não picam, e são bonitas. Trust me, o que não falta por aí são rendas parolas, difícil é encontrar rendas que sejam bonitas e não vi nenhum dos calções com uma renda que não me agradasse.

Segue abaixo toda a informação da marca.








A CATCH-MYLEGS é uma marca nacional que se dirige a todas as mulheres que através dos seus detalhes pretendem recuperar a feminilidade das mulheres portuguesas, desmistificando, assim, a ideia de masculinidade, tão característica da moda actual.

Focando as pernas no centro de todas as atenções, a CATCH-MYLEGS adapta-se ao estilo, idade e essência de cada mulher assumindo-se com peças sofisticadas, versáteis, provocantes, delicadas e elegantes, que provocam suspiros, despertam desejos e sustentam visuais.

Através de peças casuais e intimistas, procuram-se looks ‘urban-underwear’, inspirados em peças de roupa de interior que se usam de acordo com o lifestyle e personalidade de cada mulher. Misturar é a solução, vestindo peças umas sobre as outra IN-OUT, de forma rápida, sugestiva e libertadora.

Com edições limitadas, para mulheres únicas, a CATCH-MYLEGS só precisa de pernas para andar. RENDA-SE!

As encomendas são feitas através da página Facebook e Instagram ‘CATCH-MYLEGS’, onde são publicadas as novidades.

Catarina Delgado
91 276 31 45

CATCH-MYLEGS também à venda na Hippie Chic


SHARE:
© A Maçã de Eva

This site uses cookies from Google to deliver its services - Click here for information.

Blogger Template Created by pipdig