29.2.16

Makeovers



Eu pelo-me por drásticas transformações, mulheres que parecem saídas do caixote do lixo e afinal há por ali um imenso glamour que só precisava quem as conduzisse com bom gosto.

Estas transformações em particular são geniais, adorava fazer uma coisa destas. Será que me mudavam muito?

SHARE:

Going to the movies: 'Spotlight'



Oh boy! Oh boy! Desde que vi apresentações deste filme, há meses, andava em pulgas para o ver. E não desiludiu!

Tenho de dizer que não sou uma fã da Igreja. Mesmo. Mas, atenção, nada disso tem a ver com fé ou a religião. A Igreja Católica e outras igrejas, desde há muito me parecem antros de podridão, de segredos e escândalos. Como em todas as profissões, existirão pessoas más e boas, mas quase me dá a sensação que alguns predadores (tantos) escolhem o Seminário como forma de fugir à sua pedofilia ou a sentimentos homossexuais, acabando por no meio religioso meio encontrar o seu alívio no crime e no silêncio.

Umas das coisas impressionantes do filme é a manipulação sobre os mais fracos que explicam o seu silêncio de uma forma parecida com: "ele pediu-me para lhe fazer sexo oral. Ele é um Padre, ele é a Igreja. Como se diz não a Deus?"

Uma história verdadeira, um filme fabuloso que secretamente tenho vontade de oferecer a todas as pessoas religiosas que conheço, que acham que esta realidade é longínqua e eu não acredito tanto nisso.

E quando o filme acabar, não se levantem. Fiquem para ler o que aparece no ecrã e respirar fundo.

Trailer do 'Spotlight' aqui


SHARE:

26.2.16

O cartaz do BE




Grande cena que este cartaz está a despertar na opinião pública. Esta manhã já me tinha cruzado com ele várias vezes nas redes sociais e liguei-lhe puto. Interessante tem sido ver ao longo do dia, também nas redes sociais, as pessoas enfurecidas com o cartaz.

Ora, a minha (muy importante) opinião tem sido, desde o início um sentimento absolutamente desinteressado: estou-me nas tintas. Não me poderia ser mais irrelevante. Quase me dá vontade de perguntar: incomodados com uma caganita destas? Não têm nada de mais relevante para preocupação?

Em primeiro lugar, tudo o que vem do Bloco de Esquerda, por si só, já não tem interesse, nunca são coisas para perder tempo. A minha imagem do Bloco de Esquerda são sempre uns tipos muitos feios (dentro do partido ou apoiantes), sempre com ares de quem não toma banho vai para mais de 15 dias, oleosos, com mau aspecto, homens preguiçosos para cuidar da barba, roupas que mais parecem saídas do caixote de lixo, camisas e calças sempre muito velhas e encardidas que mais parecem saídas de uma fotografia de 1970, magros, amigos da ganza (alguns), e este é o retrato geral. Porcos e com mau aspecto, na sua maioria.

Não há neste tipo de pessoas nada que eu admire, nenhuma pessoa que eu goste de ouvir, que lhe atribua carisma, que sinta que me dê algo a ensinar. Para mim são um bando de trafulhas a ver se conseguem a igualdade para todos, trabalhem mais ou menos, na apropriação de retirar a quem tem mais (porque trabalhou mais ou herdou) para distribuir pelos que não querem ser incomodado com trabalho e suor, mas exigindo em partes iguais o que os outros têm a mais do que eles.

Depois, a par do Bloco de Esquerda, vem a Igreja, que eu gosto tanto como de comer mousse de leite condensado com arame farpado. Assim que me falam em Igreja (não confundir com fé ou religião), começo logo a pensar em tarados com desejos sexuais oprimidos, pedófilos, esquemas de corrupção e lavagem de dinheiro ao mais alto nível, segredos, escândalos, segredos e mais segredos. São também uma gente muito interessante que eu gosto de ver ao longe.

Acho estranho que o Bloco de Esquerda tenha tido esta ideia, não percebo para quê ir buscar uma cena religiosa (devem ter algum argumento para lá de espectacular que não estou a ver), mas lembremos o Charlie Hebdo, a fase em que éramos todos Charlie e que não tinha mal nenhum gozar com a religião muçulmana. Então e o Bloco de Esquerda não pode ter um cartaz de Jesus? Não faço ideia se tinha dois pais, mas percebo o gozo de provocar os católicos obcecados naquilo que alguém ditou que era pecado, agarrados à Bíblia escrita por um homem comum, perfeitamente alinhados naquilo que um livro diz, obedientes e simétricos qual exército da Coreia do Norte, mas totalmente incapazes de ter ideais diferentes, de pensar pela sua cabeça e de ter as suas vontades contrárias ao que a Igreja dita.

É-me igual ao litro se ali está Jesus, Maomé ou uma figura com 12 pares de braços, mas foi tanto Charlie para isto?


SHARE:

Cindy, Cindy...


De gaiata a cinquentona com um estilo que é poço sem fundo.



Anúncio de 1992, aqui




Repetição do anúncio em 2016, aqui


SHARE:

Mark, trata disto




SHARE:

25.2.16

"Bikini é uma coisa filha da puta"



Isto é muito bom, como é difícil ser mulher!

Para mim os maiores desafios são encontrar bikinis que me caibam nas mamas e que os rabos não subam por ali acima, metendo-se onde ninguém pediu. Nem fralda, nem metido no rabo, dá? E sem serem transparentes. E sem forros que picam, também dá?

Mas ainda assim, venha o verão que já é hora.



SHARE:

Sopa de legumes



Não sei o que se passa, já fui duas vezes ao supermercado e as courgettes andam sumidas do mercado. Assim, tenho de inventar sopas sem courgettes, que é o meu substituto de batata, mas ainda tinha uma no frigorífico.

Há males que vêm por bem, às vezes estes sumiços obrigam-me a criar sopas novas com menos courgettes. Esta ficou uma delícia, nem parece que não tem batata!

Esta sopa fez 5 litros:

5 cebolas
4 cenouras
3 nabos
1/2 couve-flor 
1 courgette
1 molho de coentros
azeite
sal

1. Numa panela grande deite um fundo de azeite e meio copo de água. 

2. Deite as cebolas cortadas em rodelas e cozinhe-as por alguns minutos. 

3. Acrescente os restantes legumes lavados, sem casca e cortados em pedaços. 

4. Cubra com água a ferver e deixe cozer por 16 minutos. 

5. Desligue o lume, deixe repousar por 30 minutos com a tampa fechada.

6. Bata com a varinha mágica, acrescente sal e gosto e está pronta!


E pelo amor da santa, parem de dizer que não gostam de sopa! Ponham-se à prova, experimentem antes sopas como deve ser. Dá-me a sensação que há por aí muita família que só sabe fazer sopas sensaboronas.

E não, o nabo não se sente, até porque o nabo é um legume que mal tem sabor, mas dá uma óptima consistência.


SHARE:

Desejo de consumo #9




Que vestido tão bonitinho e veraneante!
Está mesmo a pedir para o ir buscar.


Stradivarius, refª 04919481, aqui
PVP 19,95€


SHARE:

24.2.16

Papilas: La Bottega Piadina



Sabem aqueles espaços onde comem tão bem que no fim da refeição não queriam ter acabado? Aqueles espaços em que horas depois ainda estão a pensar na refeição? Aqueles espaços onde horas mais tarde estão a perguntar-se quando voltam? Foi assim a minha experiência no espaço La Bottega Piadina.

Não é um restaurante de ficar nas mesas horas à conversa, é um espaço de fazer a refeição e sair. É um sítio pequeno, não cabem muitas mesas, pelo que pode ser difícil encontrar cadeira, mas às horas que fomos, pelas 15H e a um Domingo, acho que a "hora de ponta" já teria passado.

Os turistas entram aos molhos, fiquei com a impressão que o espaço estaria indicado (e bem) num qualquer roteiro da cidade. As piadinas são uma comida italiana, de uma massa que não é crepe nem pizza, muito leve e fininha e por isso não enche e muito menos deixa a sensação de ficarmos muito cheios, a rebentar. A massa é dobrada ao meio, fazendo uma meia lua e o seu interior, divinalmente recheado.

Não foi fácil escolher, hesitei muito, queria ter provado tudo. O PAM optou pela Mare, de salmão, e eu fui pela Ciao Bella, de mozarella e presunto. As piadinas são entregues em tábuas de madeira e o segredo é desvendado logo à primeira dentada: a frescura dos ingredientes! Que maravilha aquele estalar da massa acabada de cozinhar com tomate fresco, rúcula sem medo, mozarella e presunto nas quantidades ideais, tudo tão bom que fiquei francamente triste quando acabou. E por ser tão leve (não confundir com fome) e tão boa ao paladar, dá a sensação que poderíamos continuar a comer. A do PAM, de salmão, também era fantástica, uma perfeita combinação de sabores, um queijo que não imaginaria combinado com salmão e que fica tão bem.

O FB do La Bottega Piadina está aqui, fica em Lisboa, na Calçada do Combro nº 8, mesmo ao lado da Praça Luís de Camões ou, para quem conhece, em frente à rua que dá para o Adamastor, uma grande vista da cidade.

Resisti à piadina de Nutella, tudo pelo bem da minha camada adiposa, mas não o deveria ter feito, pois fiquei a pensar nela. Fica para uma próxima vez, é certo que voltarei muitas mais vezes. Não podia recomendar mais, têm de passar por lá.





SHARE:

Sushi: uma vida inteira enganada



Apanhei um artigo que dizia que os europeus usam mal os pauzinhos de sushi. Não podia ser, sou uma artista no manuseamento de pauzinhos de sushi. Mas depois vi a fotografia e percebi.

Os pauzinhos de sushi não se separam, partem-se para fazer um poiso. Os asiáticos devem achar-nos criaturas estranhas.


SHARE:

22.2.16

Going to the movies: 'The Big Short'



"The banks got greedy"
"Truth is like poetry. And most people fucking hate poetry"
"Tell me the difference between stupid and illegal and I'll have my wife's brother arrested"
"I want my money back. Give me back my money, you motherfucker"

Estas são algumas das frases retiradas do filme que, admito, não será fácil de compreender para todos. E não é fácil porque não se compreende como é possível que seja legal tudo o que os bancos têm andado a fazer nos últimos anos. São esquemas tão trafulhas, tão difíceis de compreender, tão piramidais e promissores que não compreendo como alguém alguma vez aplicou dinheiro no que não compreende ou acreditou algum dia que retiraria dinheiro de um golpe de sorte. 

Levem de graça este conselho: o dinheiro vem do suor, do trabalho.

Há no filme uma conferência fabulosa em que um pergunta a uma plateia constrangida de gajos que participam nestes esquemas: quando foi a altura que fazer o mal se tornou bom? Qual foi o momento da história em que todos ganharam de uma fraude, sem repercussões? Esquemas atrás de esquemas. E claro, para milhões que não percebiam nada disto, houve meia dúzia que percebeu. E retirou daí o seu lucro milionário. 

Um grande abre-olhos, adorei este filme que reflecte bem os dias que vivemos em que passamos do sentimento de colocar o dinheiro no banco, em segurança, para ter medo de o colocar no banco.

Trailer do 'The Big Shot' aqui


SHARE:

19.2.16

Desejo de consumo #8







Este ano tenho dois casamentos e como tal, ando à procura de vestidos. Não vejo nada de interessante. Nada de nada. Ou pelo menos que não custe uma fortuna, que eu ando com um olho para vestidos de 500€ que até mete nojo.

Babei por este vestido da ASOS. Carote. Guardei nos favoritos para pensar. Semanas mais tarde voltei e o site respondeu-me assim:

"ESGOTADO, filha! Tivesses vindo mais cedo!"


SHARE:

O passaporte de Lisboa (o que gostei disto!)



Que dia tão giro! Na Terça fui convidada para ir ao lançamento do Lisboa Passport, uma iniciativa mesmo bem pensada. E foi tão giro que tive pena de não ter arrastado o homem comigo nesta tarde.

Já viajei muito e não há dúvidas: Lisboa é uma cidade fabulosa. Mas mesmo. E este passaporte só veio tornar a cidade mais curiosa, mais interessante, chamando mais à descoberta.

Lembram-se dos passaportes da Expo que eram carimbados em cada pavilhão? A ideia é mais ou menos essa, mas aplicada à cidade de Lisboa. E estão sempre a nascer carimbos novos, é uma ideia ad eternum.

O Lisboa Passport pode ser comprado nas lojas de turismo, nas lojas dos museus/monumentos ou encomendado online, no site

No interior do passaporte, encontra-se a lista e o mapa com os principais carimbos, mas os carimbos estão sempre a crescer, pelo que uma lista completa e actualizada pode ser consultada no site. Seguir este carimbos como uma missão de caça ao tesouro é, ao mesmo tempo, conhecer Lisboa, desde os locais mais emblemáticos aos sítios mais curiosos e escondidos que alguns lisboetas nem sabem que existem.

Cada carimbo foi desenhado com alma. São tipicamente portugueses, tipicamente de cada bairro, são arte em forma de carimbo para colecção e admiração. Em cada atracção existe um checkpoint self-service, o que facilita a vida para carimbar o passaporte e, quem quiser, até pode acrescentar a data do carimbo, que Lisboa não se vê num dia.

Quem achou que isto era para turistas, desengane-se, há muitos portugueses a comprar este passaporte, sobretudo para as crianças. Temos tantos dias de sol, a rua convida a sair, em vez de ir ao shopping ou ao cinema, que tal comprar um passaporte aos miúdos, levá-los a passear e criar vontade de coleccionar carimbos ao mesmo tempo que conhecem a cidade? Se tivesse filhos já tinham um passaporte no bolso, sou fã da ideia, é genial e dá para vários dias de programa e ir investigando o lançamento de novos carimbos. A ideia só peca por ter nascido tão tarde, eu ia gostar de ter feito isto em criança. Mas antes tarde que nunca!



Nos monumentos e museus, os carimbos estão geralmente localizados nas lojas com acesso livre ao público, não sendo necessário comprar o bilhete de entrada para carimbar o passaporte. Os poucos locais que requerem o pagamento do bilhete estão sinalizados com um asterisco no site (como o Castelo de São Jorge), uma informação que pode não estar disponível no passaporte.
   
O Lisboa Passport tem um custo de 6€, mas também ele dá acesso a descontos em tours, restaurantes, compras, etc, lista essa que também está sempre a crescer e pode ser consultada no site.

Para ir acompanhando o lançamento de novos carimbos e ideias para passear em Lisboa nos tempos livres, sigam a página do Lisboa Passport, aqui.






SHARE:

Sopa de legumes


Sou uma pessoa que não vivo sem sopa. É provavelmente dos alimentos de que mais gosto, que mais me sacia e de que mais sinto falta quando estou fora. Em nenhum país do mundo encontrei sopa como faço em casa, como as da minha mãe ou das minhas tias. As sopas portuguesas são maravilhosas.

Há dias estava numa de fazer uma sopa a correr e acabei por inventar uma mistura que ficou óptima. Fica a sugestão para este fim-de-semana de frio. Mas atenção que costumo fazer sopas grandes, esta deu para 4 litros.

1 caixa de alho-francês cortado (de 500gr., encontra-se no Jumbo)
1 couve-flor pequena
3 cenouras
3 courgetes grandes
azeite
sal

1. Numa panela grande deite um fundo de azeite. 

2. Lave o alho-francês quem vem partido e vá deitando na panela, mesmo escorrendo alguma água. Ligue o lume e deixe cozinhar e amolecer durante alguns minutos.

3. Acrescente os restantes legumes lavados, sem cascas e cortados em pedaços. 

4. Cubra com água a ferver e deixe cozer por 16 minutos.

5. Bata com a varinha mágica, acrescente sal e gosto e está pronta!


SHARE:

18.2.16

"Ide, pêlos. Ide!" - promoção com a Ultimate Laser



Promoção válida para as clínicas de Lisboa e Porto

20% de desconto nos pacotes específicos
Axilas + Virilhas
Tórax + Abdómen

Desconto a efectuar nesta tabela de preços

Válido para novos e antigos clientes

Para obter o desconto de 20% basta fazer as marcações através do 915 819 797, indicar a promoção 'A Maçã de Eva' e pedir para agendar a marcação que deve ter lugar até ao fim deste mês.


LISBOA - Av. da Liberdade 244, 2º
PORTO - Edifício Capitólio, Av. de França nº 256, 2º, Escritório 2.7


Corria o ano de 2012 quando comecei a esclarecer as leitoras sobre depilação a laser, numa espécie de "serviço público". Textos atrás de textos que uma leitora apelidou de 'Bíblia do Laser'. E isto foi possível porque como muitas outras pessoas, também andei ao engano. Eu gastei mais de 5.000€ em métodos de depilação até encontrar um que não me aldrabasse, em 2007. Comecei em 2004, quando estas coisas eram ainda uma novidade no mercado e fui sempre registando um "diário de depilação", com datas, valores e centros, pelo que sei muito bem o que fiz até ao sucesso.

O número de leitores que tinha na altura em nada se compara com os leitores que tenho agora. Diz a estatística que entram em média 100 novos leitores por semana, pelo que de vez em quando vou fazendo uma reciclagem da informação. Talvez possam tirar partido do dinheiro que deitei à rua, mas aprendi. Além disso, ponderei em tempos abrir um centro, pelo que estudei exaustivamente o laser, a marca, os pêlos, as máquinas, os componentes, etc.

O método a escolher é só um: laser alexandrite, na Ultimate Laser com uma qualidade que não encontram em mais lado nenhum.

Ah, isso é mais caro! 
Olhando só para a tabela sem fazer uma contextualização, a olho nu, o preço por sessão é mais caro. Mas deixo a sugestão: antes de reclamar e virar a cara, perguntemo-nos o motivo para ser mais caro e se é de facto mais caro.

O maior problema dos métodos de depilação é a desinformação, a aldrabice dos centros (podem fornecer qualquer informação que ouvimos como sendo correcta, já que não dominamos o assunto), o que leva uma pessoa a ser facilmente enganada. E uma pessoa que tenha sido enganada fica a pensar que todos os métodos são iguais quando não é assim. Por isso é que leio por aí frases como "isso não funciona, os pêlos voltam todos!". Pois voltam, nem precisam de dizer onde andaram, já sei que foram enganadas. Mas os meus pêlos não voltam há 9 anos. E os das minhas amigas. E o das minhas familiares. Portanto, há pessoas ao engano e outras que acertaram. Onde anda a diferença?

Ah e tal, luz pulsada é muito mais barato!
Esqueçam. A sério, esqueçam. Grande fatia do meu dinheiro aplicado na depilação (2.000€ em pacotes) foi gasto nessa aldrabice.

Tudo o que for luz pulsada, fotodepilação, IPL, laser YAG, Rubi, Diodo e variantes, não invistam um único cêntimo.

Estes métodos são bons para quem quer substituir a cera, por exemplo. Se essa é a intenção, é boa opção. A luz pulsada, a fotodepilação e afins, são bons sistemas só e apenas para enfraquecer os pêlos. Se é isso que procuram e ir fazendo de dois em dois meses o resto da vida (sempre é melhor que cera), honestamente é uma boa opção e não devem pagar mais. Eu própria experimentei, fiquei encantada às duas primeiras sessões, mas depois deixa de existir uma evolução, há um limite para o enfraquecimento e é só repetir sessões.

Se o objectivo é acabar com os pêlos, o único método é o laser alexandrite, que me acabou com os pêlos do joelho para baixo em apenas duas sessões. Não é força de expressão, sou um caso raro, bem sei, mas não é impossível. Em duas sessões de laser alexandrite fiquei sem pêlos do joelho para baixo e do joelho para cima foram precisas mais quatro sessões.

Para terem uma ideia, uma máquina de luz pulsada custa uns 10 ou 12 mil euros e enfraquece os pêlos. Uma máquina de laser alexandrite custa 80 mil euros. Estamos a falar de investimentos completamente diferentes (que muitos centros estão longe de ter capacidade para fazer) e de serviços completamente diferentes. São dois serviços que nem deviam ser comparados.

Mas há sítios onde fazem laser alexandrite a 25€ por sessão! 
Verdade, mas uma ilusão. Quem estuda o sistema sabe onde está o 'catch'. As máquinas de laser alexandrite têm um custo de manutenção elevadíssimo e de consumíveis (a máquina vai sendo alimentada com mais do que electricidade), idem. Ou seja, não há milagres, serviços baratos têm de ir buscar dinheiro a algum lado. Where's the catch? Esse método é usar a máquina com baixo rendimento, poupando nos consumíveis, dando disparos na pele com baixa potência, criando espaços na pele e com isso "rendendo o peixe", a cliente faz mais sessões e está presa ao centro de depilação por um tempo mais prolongado. No fim de contas, paga mais quando inicialmente parecia ser mais barato, mas isto é algo que as pessoas só percebem quando passam de um centro destes para outro como deve ser, sem aldrabices. Ou seja, quando percebem que a diferença de uma sessão para a outra nada tem a ver entre dois centros que oferecem o mesmo serviço.

Além disso, a maioria destes centros "tudo a 25€" traça o corpo a régua e esquadro e cobra o que chamam de "suplemento". Cada centímetro que sai do que eles denominam da área traçada, pimbas, toma lá mais 25€ na factura! A Ultimate Laser não faz isso, nem sequer tem a categoria de suplemento no preçário, o que diz tudo quanto ao rigor.

Um clássico para este número são as virilhas. Já sabemos, há quem as goste mais cavadas, menos cavadas, tudo depilado, etc. Este tipo de centros prometem "VIRILHAS A 25€" e depois não passa de uma aldrabice, como um dia fui e depois de estar deitada na marquesa não tive hipóteses. Desenharam com o lápis um risco de miséria para umas virilhas que incluía apenas a parte da perna. Pedi mais cavado. E também a parte dos lábios. E a zona perianal. E cada um destes pedidos era a somar 25€ por zona, na altura a dar um total de 100€ em vez de um preçário preto no branco, genitais sem suplementos, ao preço de 65€, mais barato na Ultimate Laser.

Em suma, como dizia no início do texto, tendo em conta a questão de fazer render as sessões, as questões dos suplementos e a questão de estar a eliminar os pêlos em vez de o enfraquecer, atenção ao centro que escolhem. O que parece mais caro, no fundo pode até ser o sistema mais barato.

Eu sei que não é fácil, há muita desinformação, há ainda mais aldrabice, no entanto já se vêem os centros de luz pulsada "todas as zonas a 30€" a desaparecer do mapa quando eram cogumelos em Lisboa, o que diz tudo sobre o método. Também, atenção às sugestões de amigas. Por melhor que seja a intenção da recomendação, muitas vezes podem sugerir como espectacular um serviço porque não conhecem outro.

É difícil, eu sei que é. Eu fiz este caminho de aldrabices a queimar dinheiro de 2004 a 2007, mas lá percebi. Alguém que ganhe com o dinheiro que perdi.

Todos os posts que já escrevi sobre a Ultimate Laser, cheios de informação na óptica do utilizador (gosto muito desta expressão), podem encontrá-los aqui ou no quadrado turquesa, no fim da página do blogue, onde diz Ultimate Laser.


SHARE:

17.2.16

Going to the movies: 'Bridge of Spies'



Venho tarde, já quase saiu das salas de cinema, mas têm de arranjar maneira de ver o 'Bridge of Spies'. É de cair o queixo quando pensamos que esta é uma história verídica, o que reforça o quão estúpidas são as guerras entre países.

E eu adoro o Tom Hanks, é um senhor.

Trailer aqui.


SHARE:

Spring will come





Modelo DUBLIN
ROS LISBON

Ando em pulgas, verdadeiras pulgas para mostrar as minhas colecções!

É horrível ter de esconder o trabalho meses a fio, por mim mostrava logo tudo, um livro aberto! Tive este modelo no inverno de 2014, numa versão de frio, em preto e bordeaux com sola fina. Desta vez, com a mesma forma, mudei-lhe a pele, acolchoei mais o interior, fiz crescer a sola e dei-lhe ares de primavera com pele prata e um atacador beige. Estas solas vão andar em todo o lado.

Algures em Março, este modelo de primavera estará disponível no site da ROS LISBON. Até lá aproveitem os últimos preços nas promoções.

Já só peço que o mau tempo vá dar uma curva, estou desesperada por roupas leves e alegres!


SHARE:

16.2.16

Gostei e comprei #33



Calças Stradivarius, aqui
Camisola MANGO, antiga
Botins ROS LISBON, em promoção, aqui
Mala ROS LISBON

Há muito que adoro calças rasgadas, gostava de ver nas outras mulheres, mas depois para mim dava-se-me um aperto no peito, sentia-me esquisita. Fui experimentando aos poucos (talvez um ano nisto) e o sentimento parvo acabou por me passar. Queria muito umas calças pretas rasgadas, mas nada que me custasse muito na carteira, que isto de comprar roupa meio estragada é parvo, bem sei.

E encontrei as calças como eu as imaginava na Stradivarius, pretas como queria, rasgões como queria e de um conforto, mas mesmo de um conforto que eu não estava à espera. Juro que o conforto é notável, isto não está muito longe das leggings de ginásio, tal a elasticidade. Também, a altura das calças está muito catita, curto q.b. como queria, sem necessidade de bainha.

As calças estão aqui, existem noutras cores, têm um nice price de 19,95€, pelo que ninguém ficará nas ruas da amargura se a coisa não correr bem. Quanto a mim, gosto tanto delas que fiquei a pensar na versão nude para a primavera. Segurem-me!



SHARE:

15.2.16

Going to the movies: 'Carol'



Gostei tanto, mas tanto! A não perder.

Belíssima história de amor, num tempo não preparado para o amor entre o mesmo sexo, geniais interpretações e, muito a sério, quando crescer que aquela elegância irrepreensível da Cate Blanchett.

Trailer aqui.


SHARE:

Dia dos namorados




Uau! O dia dos namorados foi ontem, mas percebo tanto disto que achava que era dia 16, amanhã. Só percebi quando ontem acordei com uma caixa de chocolates na cama.

Percebo pouco e, como se vê, há quem não ligue. No entanto tenho a dizer que nos meus tempos de solteira passei dias de namorados com amigas e foi para lá de espectacular e divertido. A minha amiga em Londres que me lê, grandes pizzas e coca-colas (if you know what I mean...). Não há motivos para depressões, quem precisa de namorados neste dia quando se têm amigos do catano?

Ontem acordei com uma caixa de chocolates e um convite para jantar do homem que nunca, mas nunca, prepara coisa alguma. Ando a estranhá-lo deste ontem, está muito querido, há carta na manga. Como é evidente, sabotei a ideia de jantar ontem à noite e vamos um dia desta semana. Desconfio onde seja, mas veremos se tenho razão. Só perguntei: "é peixe?". Ele que não me engane!

Queria ter publicado esta curiosidade estatística antes, mas como não percebo nada disto, falhei a data. A Odisseias fez um estudo de mercado nas últimas semanas e parece que os portugueses celebram a data do cupido.

A preferência vai para as escapadinhas com quase 50%, seguido de uma massagem a dois e jantares românticos com 11%. Logo a seguir (olha as gulosas), 6% quer receber um pedido de casamento neste dia.

Dos inquiridos, 60% gastou entre 20€ e 50€ num presente para os/as camaradas a quem dão beijos na boca e apenas 22% gastou mais do que 50€ (os chamados sovinas).

Bonito (e o que mais gostei de ler neste estudo) é que cerca de 82% dos portugueses que responderam ao inquérito fizeram compras online, e destes, mais de 65% têm uma idade compreendida entre os 25 e os 44 anos. O online é o futuro!

Já eu, esta semana tenho de fazer o salame de chocolate prometido que não foi a tempo da data.


O estudo da Odisseias contou com a participação de uma amostra representativa de mais de 1300 inquéritos feitos a indivíduos de ambos os sexos em Portugal, com idades entre os 18 e os 65 anos. 


SHARE:

10.2.16

I love style #10


Estou apaixonada por esta saia!

Mas onde é que uma pessoa usa uma peça destas neste Portugal? Acho que só se for uma noiva.


SHARE:

Instagram: aleluia, irmãos!


Para quem tem mais do que uma conta de Instagram como eu, que tenho a minha conta pessoal, a do blogue e de alguns negócios, fazer publicações era uma provação, uma coisa que não apetecia, uma preguiça, um suspiro de tédio, tudo porque a rede social obrigava a fazer log out e log in a cada conta que uma pessoa tinha.

Mas aleluia, irmãos! O progresso chegou!

O instagram anunciou que a partir desta semana cada conta pode associar até outras 5 contas, todas ligadas, oba! Vocês não imaginam como isto é motivo de felicidade para quem tem mais do que uma conta.

Passei a Segunda à procura no Instagram, nada. Mas ontem voltei a ver e já aparece! Como é bonito saltar de conta em conta à velocidade de um clique. Já tenho tudo organizado e fácil de aceder. Só por isto devo conseguir trabalhar melhor e publicar mais.

Onde está o nosso nome, na barra azul, reparem se não têm uma seta para baixo.

Agora só falta o Instagram permitir o agendamento de fotografias, o que também me dava muito jeito. Lá chegaremos!




SHARE:

Um dia mato este gajo #61


Creio que depois desta troca de mensagens, será justo dizer que cada um tem os amigos que merece. Note-se que até marquei o amigo com um círculo cor de fezes (omitindo-lhe a identidade) porque achei que fazia todo o sentido nesta história.

De cada vez que penso que tudo começou só para ver "pombinhos bebés a nascer", nem acredito. Onde é que eu tinha a cabeça!

Já somos gozados até pelos amigos, enquanto o PAM pede orçamentos para mandar fechar a varanda, o que temos visto ser muito barato. Com uns milhares de euros tratam disso.

Ah, uma marquise! Eu criança e nem pensava num vestido de casamento, num príncipe à minha espera no altar, nada disso. O que eu queria mesmo era vir a ter uma marquise! 

Estou perto de cumprir um sonho de vida.




SHARE:

9.2.16

O dia dos namorados



Calças curtas, Massimo Dutti, daqui
Tamanho 38, PVP 59,95€


O dia dos namorados vem aí e eu sou uma pessoa que mereço.
Mereço mesmo, presentes aos molhos! 
E estes dois presentes, calças e/ou brincos, faziam-me feliz.


Brincos OMNIA, daqui
Modelo 'Ethno feather XL', prata dourada, PVP 65€





SHARE:

8.2.16

Desejo de consumo #7



Gosto tanto destas calças!

Calças estampadas da ZARA com a refª 2234/612
29,95€ aqui




SHARE:

5.2.16

Tarte 'A Maçã de Eva'



Num evento de comidas do mundo, há anos, provei uma tarte de maçã americana que me inspirou a fazer uma. Na cozinha, arregacei mangas e inventei a minha própria tarte, simples e fácil de fazer.

Na altura não sabia o que ia sair dali, mas foi um sucesso tremendo, em família e no blogue. A prova dos nove foi ver o homem (que dá a mesma atenção a uma mesa de doces que eu dou a um saco de lixo), ele nem queria provar mas depois de obrigado, não queria outra coisa.

Foi de tal ordem que no dia a seguir tinha um jantar e fiz novamente a receita. Não sobrou uma migalha! E por ser inventada por mim, o homem baptizou-a: tarte 'A Maçã de Eva'.

SHARE:

Desejo de consumo #6



Tão bonitinha para a chuva!
É da Springfield, ainda não a vi no site e parece que o preço será de 59,99€

Tenho de experimentar!


SHARE:

4.2.16

Um dia mato este gajo #60


7H da matina, um sol radiante bate na varanda do quarto, as pombas histéricas com a franga à solta, doidas para pinar nos seus rituais de "chama o macho" e os seus barulhinhos incessantes: gru-gru-gru-gru-gru...

Com os barulhos dos pombos na varanda, o gato fica possuído pelo demo e desata a miar no quarto às escuras como se estivesse a ser estripado.

PAM desata aos gritos para mandar calar o gato.

Pombos não se calam. PAM levanta-se furioso, abre a janela e vai pela varanda fora fazendo movimentos com os braços, enquanto grita: "saiam daqui, filhos da p**a!!!".

Podia ter casado melhor.



SHARE:

3.2.16

Cor na cara sem base



Por altura do meu aniversário, ofereceram-me um hidratante com cor da Caudalíe que nada, mas nada tem a ver com base. Desde que criei o meu negócio passei a ser muito mais ligeira nestas coisas. A roupa mudou, os cuidados com a pele mantiveram-se, mas no que toca à maquilhagem passou a ser tudo muito mais leve. As minhas bases passaram a ter uso nos dias mais especiais e os cremes com cor ganharam lugar no dia-a-dia.

A partir de certa idade deu-me o "ai Jesus!" da pele. Tenho pena de não ter usado protecção solar quando andava na rua e achava não ser necessário porque era só estar na rua, mas acreditem, com os anos faz diferença. Com isso, agora tudo o que é anti-manchas e protecção solar anda comigo. Na praia passei a usar protecção 50 no rosto (e bronzeio-me na mesma) e no dia-a-dia não falha um hidratante com protecção solar, seja inverno ou verão. Truque: os restos que ficam nas dedos ao espalhar no rosto, espalho no dorso das mãos. Já repararam nas mãos das velhinhas cheias de manchas nas mãos? É o efeito do sol ao longo de anos e anos.

Segundo a embalagem, este creme nem se chama de creme, é "Fluído com cor, pele perfeita FPS20 - cobre imperfeições, unifica, oil-free".

O hidratante não tem mesmo óleo, tem pigmentos minerais que elimina imperfeições, esconde manchas, e não é espesso nem custa a espalhar (é bem leve). As instruções dizem para aplicar de manhã no rosto e pescoço, mas eu só aplico na cara até ao contorno da mandíbula.

Para quem se importa com estas coisas, a Caudalíe não faz testes em animais.

Existem duas cores, o light e o medium, ofereceram o mais claro que é bom para o inverno, mas percebi com a viagem ao Rio de Janeiro que em alturas de sol o tom mais escuro deve ser o mais adequado para mim.

Podem comprar o creme mais claro aqui, com desconto (não sei até quando dura o desconto) e aqui a versão mais escura.

Para mim, um hidratante com cor, um pó a seguir e estou pronta para o dia. Fico logo com outro aspecto "saudável", pele mais bonita, sem necessidade de muita maquilhagem.





SHARE:

Um dia mato este gajo #59


Foi no mês de Maio de 2015 que quis ser uma pessoa espectacular para o homem indo contra a minha vontade, e com isso acabando por ser estúpida. Aprendi para o resto da vida: devo seguir sempre o meu instinto. Nunca mais faço uma coisa contrariada para agradar o homem.

Em Maio último, como se pode ler aqui, o PAM descobriu ovos de pombo na varanda e foi uma cena para os proteger e deixar ganhar asas. Todo ele encarnou a defesa dos animais e eu fiquei maluca: são ratos com asas, carregam doenças, bastava uns dias fora para me deixarem a varanda neste estado, obrigando a uma constante manutenção (que não era ele que limpava, como imaginam) e pior, pior de tudo, avisei-o, tantas vezes, mil vezes:

Os pombos, quando pinam num sítio, nunca mais o abandonam. São fiéis ao local até à morte.

A cena que aquilo foi! Que eu não era nada assim, eu sabia lá, que eu não percebo nada de animais, eu sabia lá o que dizia, que odeio animais de morte, blá, blá.

Ao fim de uns 20 dias, os pombos saíram da casca, nojentos e voaram. E voltam sempre. Sempre. Abandonam o local nos dias mais frios, mas às 7H da manhã estão na varanda do quarto desde então com os seus barulhos e rituais de acasalamento.

Gru-gru-gru-gru-gru, non stop.

Estou a levar com isto há 9 meses.

Quem é que tinha razão no que dizia? Eu.
Quem é que preferia não ter razão? Eu. Juro, odeio ter razão.
Quem é que diz agora "devia ter-te ouvido"? Ele.
Quem é que se está a passar? Nós.

Os homens são estúpidos por natureza, acham que as mulheres só implicam, que acordaram naquele dia para contrariar, dizem coisas conforme sopra o ar e o vento e, por motivos que desconheço, o meu não costuma colocar a hipótese de me dar razão ou de ele poder estar errado.

Ontem, seis da matina, homem passado com os barulhinhos dos pombos (desapareceu dele o defensor dos animais, só falta espumar dos nervos), levanta-se em brasa, abre a porta da varanda, pega numa pressão de ar e dá um tiro.

Não acertou.



SHARE:

2.2.16

Se é tarde para começar?



Provavelmente não é tarde. Os melhores negócios não nasceram da falta de experiência.

E para ter experiência, é preciso que o tempo passe. Talvez não seja tarde. Não sou nenhum destes milionários, mas dei o salto aos 35. Até à data não me arrependi, mas sem dúvida que é uma vida de ansiedades e preocupações. Ainda assim, contas feitas, acho que sou mais feliz sendo eu a gerir o meu tempo e a mandar em mim.

Mas é tramado, não vão em cantigas de boa vida! Quando eu trabalho até de madrugada, os meus amigos julgam que estou algures nas Caraíbas.


SHARE:

1.2.16

É mais ou menos


A minha vida é mais ou menos isto.
Os dias de cão que vêm por aí!


SHARE:

Quem tem casamentos este ano?




Aiaiaiaia! Quem tem casamentos este ano?

Eu tenho dois casamentos, estava na incursão de vestidos, mandei vir vários, mas teria de cortar as maminhas. Então, antes de os devolver, vocês que passam a vida a querer os meus trapinhos, talvez queiram ficar com eles a preços catitas. Qualquer um deles, 65€ + portes.

O vestido azul e verde (VENDIDO), adorei, indicado para quem veste 34/36, que use um soutien menor que copa D e que ficará bem a quem tem uns 1,66m de altura ou menos. O vestido tem forro, não sei porque raio nas fotografias o forro aparece todo subido com transparência até às cuecas, mas o forro vai até à bainha.

O vestido preto e encarnado, o mais giro de todos (achava que o verde era o mais giro, mas ao vivo este tem toda outra pinta), um tamanho 36 (VENDIDO) e um tamanho 38 (VENDIDO), bons para quem tem uns 1,66cm de altura ou menos, para quem veste menos de copa D no soutien, o forro também vai até à bainha, costas abertas em V.

Be my guest, têm até à noite, amanhã devolvo os vestidos à procedência.

Comprei os modelitos na ASOS, já não aparecem no site.





SHARE:
© A Maçã de Eva

This site uses cookies from Google to deliver its services - Click here for information.

Blogger Template Created by pipdig